Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

28 de outubro de 2013

Entenda por que a cultura e o lazer são importantes para o bem-estar


Via Zero Hora:

Entenda por que a cultura e o lazer são importantes para o bem-estar John Nyberg/stock.xchng
Atividades de lazer podem aumentar a nossa rede de relacionamentos e nossas conexões sociais Foto: John Nyberg / stock.xchng

Viver momentos de lazer é essencial para alcançar qualidade de vida. Cultura e entretenimento estão diretamente relacionados ao estado de bem-estar que tanto buscamos. Encontrar amigos, ir ao cinema, assistir a uma peça de teatro ou até mesmo tomar um chimarrão na praça são atividades que podem aumentar o nível do neurotransmissor serotonina e do hormônio ocitocina, que estão associados ao bem-estar psíquico e, consequentemente, à saúde física.
Há, também, a estimulação de centros cerebrais de recompensa, associados ao prazer, os mesmos que são despertos quando degustamos um saboroso alimento, experimentamos uma nova paixão, quando solucionamos um problema ou quando conseguimos comprar algo novo e muito desejado. Ativar estes centros garante a sensação de bem-estar e de prazer, e a cultura e o lazer podem ser importantes estimulantes para isso.
Estes são, também, guerreiros implacáveis no combate ao estresse. As atividades de lazer podem aumentar a nossa rede de relacionamentos e nossas conexões sociais. Esses fatores estão diretamente associados a uma menor concentração de hormônios do estresse. E ficar estressado também faz mal à saúde, principalmente a do coração.
Nosso corpo é preparado para reagir prontamente a situações de emergência e de perigo a partir de adaptações como aumento da pressão arterial, de hormônios (como a adrenalina, por exemplo) e da frequência cardíaca. O estresse pode estimular o corpo de forma exagerada, prejudicando a saúde.
Estar em contato permanente com atividades culturais também é um excelente exercício para o cérebro. De acordo com o neurocientista Ivan Izquierdo, do Instituto do Cérebro, da Pontifícia Universidade Católica do Estado (PUCRS), a cultura contribui com informações importantes para o desenvolvimento do aprendizado e da inteligência.
— Ouvir uma boa música depois de um período de estudo, por exemplo, ajuda a entender melhor o que foi estudado e até a compreender a própria música — afirma o especialista.
O bem-estar psicológico também ganha quando estamos em contato com a arte. A psiquiatra Mireia Fortes Vianna Sulzbach lembra que ela também tem a função de nos identificar como indivíduos, conhecer culturas e nos situar no mundo.
— A arte nos ajuda a não nos sentirmos sozinhos, pois você percebe que existem outras pessoas que compartilham os mesmos sentimentos que você. Ela tem o poder de ser comum, de conectar as pessoas no movimento de sentir algo — explica.
E se a arte é comum, ela deve estar acessível a todos. Momentos de lazer como uma roda de chimarrão entre amigos, um passeio no parque ou uma caminhada ao ar livre são essenciais para a saúde e a qualidade de vida. E não custam nada. Além disso, é fácil encontrar uma programação cultural gratuita na cidade, com opções para todos os gostos e preferências. O Bem-Estar reuniu algumas para você. Confira:
MÚSICA
Som no Salão/UFRGSProjeto que oferece espaço para diversos músicos e estilos musicais
Local: Salão de Atos da UFRGS (Paulo Gama, 110)
Quando: quartas-feiras
Horário: 20h
Próximas atrações: 30/10, Banda Casa da Sogra, 4/12, Marcelo Birck
Obs.: são aceitas doações de um quilo de alimento não perecível
Unimúsica/UFRGSApresentação de concertos musicais
Local: Salão de Atos da UFRGS
Horário: 20h
Próxima atração: 7/11, António Zambujo
Obs.: são aceitas doações de um quilo de alimento não perecível
Roda de Samba na Cidade BaixaA roda do Instituto Brasilidades leva para a rua sambas de Paulinho da Viola, Cartola, Candeia, Noel Rosa, Wilson Batista, Velhas Guardas, entre outros
Local: João Alfredo, 512
Horário: 17h
Próximos encontros: 24/11 e 22/12
Quindim do Quintana/Casa de Cultura Mario Quintana Projeto serve de palco para músicos
Local: Travessa dos Cataventos das Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736)
Quando: quinzenalmente, às quintas-feiras
Horário: 12h30min
Próximas atrações: 31/10, Leo Sosa e 14/11, Suco Elétrico
Música no Jardim/Casa de Cultura Mario Quintana Projeto criado pelo Núcleo de Pesquisa da casa, que oferece música aos visitantes Local: Jardim Lutzenberger
Quando: quinzenalmente, às quartas-feiras
Horário: 18h30min
Próxima atrações: 6/11, Quiça Se Fosse, 20/11, Os PoETs, 4/12, Alex Alano
Musical Évora/Theatro São PedroProjeto que apresenta artistas de diversos estilos
Local: Foyer Nobre do Theatro (Praça Marechal Deodoro, s/nº, Centro Histórico)
Quando: quartas-feiras (úteis)
Horário: meio-dia
Próximas atrações: 30/10, Choro em Flor, 6/11, Mã
CINEMA
Casa de Cultura Mario QuintanaTodas as primeiras quarta-feiras de cada mês, exibição de curtas de ficção, documentários, animações de produção independente do país
Local: Sala A2B2, 2º andar da casa
Horário: 19h30min
LITERATURA
Sarau Temático Aberto do CabaréAtividades interativas para leitura, declamação e performances
Quando: 13/11
Local: Praça da Alfândega

BambuciclotecaTroca aberta de livros
Local: Parque da Redenção
Quando: sábados de sol
Horário: durantes as tardes
OFICINAS
Modelo vivo Direcionada a adultos que trabalham com a figura humana
Local: Sala C2 da Casa de Cultura Mário Quintana
Quando: quintas-feiras
Horário: 14h
Inscrições: livre
Acordeon — técnicas do instrumentoLocal: Casa de Cultura Mario Quintana, na sala A2B2, 2º andar
Quando: 9/11
Horário: 15h
Inscrições: alejandrobrittes.com.br
Teatro/dança/circo — linguagens corporais e de materiaisLocal: Sala Cecy Frank/CCMQ
Quando: de 11 a 13/11 e 18 a 20/11
Horário: das 19h às 22h
Inscrições: coletivojoker@gmail.com

Teoria musical - com os professores Sérgio Dias e Joaquim Lucena NetoLocal: Centro Municipal de Cultura
Quando: segundas-feiras
Horário: 18h30min

Aula gratuita de tango com o professor argentino Daniel Osvaldo Carlos, diretor do grupo 8 adelanteLocal: Ciranda dos Ritmos (Av. Cristóvão Colombo, 378)
Quando: segundas-feiras
Horário: 14h30min
Inscrições: tango.poa@gmail.com
EXPOSIÇÕES
FUNDAÇÃO IBERÊ CAMARGO
Xico, Vasco e Iberê — O ponto de convergência A exposição traça um paralelo entre a obra dos três artistas, dois escultores e um pintor, que produziram simultaneamente na Porto Alegre dos anos 80
Local: 2º andar da fundação (Padre Cacique, 2.000)
Quando: até 17/11
Alfabeto FemininoCriada especialmente para a mostra de Angela Detanico e Rafael Lain, a instalação Alfabeto é inspirada no astrônomo alemão Johann Bayer, que, em 1603, desenvolveu um sistema de classificação dos astros
Local: térreo
Quando: até 17/11

Iberê Camargo: o Carretel — meu personagemExposição exibe um mapeamento da trajetória do artista, mostrando um carretel representado de diversas formas
Local: 2º andar
Quando: até 23/03/14
VISITAÇÃO NA FUNDAÇÃODe terças a domingos e feriados — do meio-dia às 19h, quintas-feiras, do meio-dia às 21h. Fechado às segundas-feiras
CASA DE CULTURA MaRIO QUINTANA
Já não é mais verãoImerso na nostalgia que Tramandaí lhe causa, Marco A. F. apresenta uma pequena história pessoal do litoral gaúcho, no inverno
Local: Galeria Augusto Meyer, 3º andar
Quando: até 10/11
AutocomUma experiência artística desenvolvida por Alexandre Moreira, em que faz um rearranjo de seus trabalhos a partir de uma proposição colaborativa
Local: Espaço Maurício Rosemblatt, 3º andar
Quando: até 10/11

Abrir o MinutoÉ um trabalho coletivo de artistas da ONG Arena — Cursos, que reúne uma constelação de filmes, fotografias, desenhos e textos, emergentes da relação entre arte e vida cotidiana
Local: Fotogaleria Virgílio Calegari, 7º andar
Quando: até 10/11
VISITAÇÃO NA CASA DE CULTURASegunda, das 14h às 21h, de terça a sexta-feira, das 9h às 21h, sábados, domingos e feriados, do meio-dia às 21h

Entre Curadoria A-ZLevantamento inédito da crítica de arte Ana Zavadil sobre a produção artística da primeira década do século 21 em Porto Alegre e no Rio Grande do Sul
Local: Museu de Arte Contemporânea (MAC) da Casa de Cultura Mário Quintana, no 6º andar.
Quando: visitação até 1º/12. Segunda, das 14 às 19h, de terça a sexta-feira, das 9h às 19h, sábados, domingos e feriados, do meio-dia às 19h
BEM-ESTAR