Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

14 de setembro de 2015

Cariocas aprendem a fazer cuca no Turismo de Galpão

14/09/2015 19:53:30

Foto: Divulgação/PMPA
Dulceara Andrade ensinou receita que aprendeu com a mãe e a avó

Dulceara Andrade ensinou receita que aprendeu com a mãe e a avó

Trazida pelos alemães e italianos, a cuca é facilmente encontrada nas mesas dos gaúchos seja no café da manhã ou à tarde. O Piquete Tropilha Crioula ensinou, no fim da tarde desta segunda-feira, 14, como fazer o bolo doce. A atividade faz parte do projeto Turismo de Galpão.
 
A integrante do piquete Dulceara Andrade ensinou a receita, que aprendeu aos sete anos com a mãe e a avó. "Vou fazer 63 anos mês que vem, ou seja, a minha vida inteira fiz cuca", brincou. De acordo com Dulceara, antigamente o bolo doce não era recheado e no lugar da manteiga usava-se banha, tanto na massa quanto na farofa. "Na minha receita utilizo meio a meio, um pouco de manteiga e um pouco de banha, pois ela fica mais macia", revelou. A cozinheira também contou seu toque especial:  "Coloco sempre rasgas de limão para tirar o gosto da banha".
 
Receita- Para preparar a massa da cuca, Dulceara misturou primeiro quatro ovos, três xícaras e meia de açúcar; meia xícara de azeite; duas colheres de sopa de banha; e rasgas de limão a gosto. Na sequência, ela acrescentou uma xícara e meia de leite morno e cinco xícaras de farinha de trigo. Por último, colocou três colheres de sopa de fermento em pó. Já para a farofa, a cozinheira misturou em uma vasilha uma xícara de farinha de trigo; duas xícaras de açúcar; três colheres de margarina; duas colheres de farinha de milho; e rasgas de limão a gosto.  
 
Em uma assadeira já untada, Dulceara polvilhou a farofa e depois colocou a massa e o recheio. "Nós fazemos recheio de goiabada, requeijão, doce de leite, leite condensado, figo, uva, chocolate, ganache. Mas, é possível fazer com tantas outras frutas", destacou. Já para a cuca de banana a receita é diferente. "Tem que fazer uma calda de açúcar igual à de pudim e colocar a banana picada, depois adiciona a massa e assa no forno em banho-maria", explicou. As duas receitas levam em torno de 30 minutos para assar e rendem quatro cucas.
 
Descoberta – Os cariocas Bianca Lima, César Alves e Samuel Pereira provaram pela primeira vez a iguaria em Santa Cruz do Sul, no interior do Rio Grande do Sul. "Depois de experimentarmos procuramos na Internet e descobrimos que aconteceria a oficina de cuca aqui", contou Bianca. As diversas possibilidades de recheio chamaram a atenção da carioca. "É interessante que se pode usar diversas frutas", completou.
 
Oficinas – O projeto Turismo de Galpão oferece atividades de aprendizagem sobre a cultura gaúcha. Para participar basta fazer as inscrições no Espaço de Hospitalidade do Turismo de Galpão, localizado próximo à entrada principal do Parque Harmonia, ao lado do Centro de Eventos Casa do Gaúcho. Toda a programação de oficinas está disponível no local, diariamente das 10h às 22h, em guias impressos em português, espanhol e inglês. Outra opção é consultar antecipadamente o portal www.portoalegrecriativa.info. O projeto Turismo de Galpão é uma iniciativa das secretarias municipais de Turismo e da Cultura, da 1ª Região Tradicionalista e da Fundação Cultural Gaúcha. 
 
 


/acampamento_farroupilha

Texto de: Cristiane Serra
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

 

Guimarães Presidente  Conselho Municipal de Cultura
Em mandato prorrogado
F: 3338.8738 / 9987.5880
Twitter Guimarães:http://twitter.com/notas_guimaraes
https://www.facebook.com/Paulorobertoguimaraes
Blog Conselho POA:http://cmcpoa.blogspot.com