Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

16 de setembro de 2015

Tarde gastronômica no Turismo de Galpão

O CTG Laço da Querência abriu as porteiras do seu espaço no Acampamento Farroupilha para ensinar aos inscritos na oficina de Pão Caseiro como preparar essa que é uma das especiarias da culinária campeira.  A atividade ocorreu na tarde desta quarta-feira, 16, e faz parte da programação do Turismo de Galpão. 
 
No comando dos ingredientes e do fogão, Zeli de Castro Moreira mostrou todos os passos da sua receita de pão caseiro. Zeli iniciou preparando o fermento, misturando uma colher de sopa de açúcar, a mesma medida de fermento biológico e um copo de água morna. "Agora é esperar crescer e enquanto isso fazer a massa", concluiu. Em uma vasilha, a cozinheira misturou um quilo de farinha de trigo, três colheres de sopa de açúcar e meia colher de sopa de sal. Depois, ela adicionou quatro colheres de sopa de óleo, um ovo e o fermento. Por fim, acrescentou dois copos de água. "Essa é a parte mais delicada, tem que colocar a água aos poucos e verificando o ponto da massa". O próximo passo foi sovar a mistura. "Depois da massa sovada, deixo descansar por duas horas e coloco no forno para assar", destacou. Os pães ficam no forno por cerca de 30 minutos.
 
Atenta às dicas da cozinheira, a porto-alegrense Fernanda Caldeira de Andrada Poersch aprovou a atividade. "Tinha noção da receita, mas não sabia os detalhes. Agora já posso fazer em casa", comentou. Os ingleses Nick Wiltsher e Tasia Seratton, que já haviam participado de uma oficina de chimarrão, retornaram ao Acampamento Farroupilha para conhecer a gastronomia gaúcha.  "Já havíamos comido esse tipo de pão, e agora aprendemos como fazê-lo", disse Wiltsher. Tasia confirmou que se arriscará a preparar o pão em casa.
 
Doces – Também na tarde desta quarta-feira, o Piquete Ranchão Tradição apresentou doces da culinária gaúcha. Na atividade, os participantes conheceram e degustaram quatro sobremesas: ambrosia, arroz de leite, doce de abóbora e sagu. As iguarias foram feitas pela doceira de Pelotas Alice Rosane Silva Soares, que revelou seus segredos para preparar os doces. "Para a abóbora ficar firme, coloco um pouquinho de cal virgem e de molho por uma hora e depois retiro todo o cal", explica. Já para a ambrosia, a doceira inicia fervendo o leite e acrescenta suco de laranja para talhar. O segredo do arroz de leite é não deixar secar. Para a mineira Luziglia Borges, a dica da receita de sagu foi a mais surpreendente. "Não sabia essa técnica de colocar as bolinhas de molho por três horas com água fervente e depois lavá-las para tirar a goma", comentou.
 
Oficinas – O projeto Turismo de Galpão oferece atividades de aprendizagem sobre a cultura gaúcha. Para participar basta fazer as inscrições no Espaço de Hospitalidade do Turismo de Galpão, localizado próximo à entrada principal do Parque Harmonia, ao lado do Centro de Eventos Casa do Gaúcho. Toda a programação de oficinas está disponível no local, diariamente das 10h às 22h, em guias impressos em português, espanhol e inglês. Outra opção é consultar antecipadamente o portal www.portoalegrecriativa.info. O projeto Turismo de Galpão é uma iniciativa das secretarias municipais de Turismo e da Cultura, da 1ª Região Tradicionalista e da Fundação Cultural Gaúcha.  


/acampamento_farroupilha

Texto de: Cristiane Serra
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Guimarães Presidente  Conselho Municipal de Cultura
Em mandato prorrogado
F: 3338.8738 / 9987.5880
Twitter Guimarães:http://twitter.com/notas_guimaraes
https://www.facebook.com/Paulorobertoguimaraes
Blog Conselho POA:http://cmcpoa.blogspot.com