Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

6 de setembro de 2015

Em domingo ensolarado, Acampamento Farroupilha recebe milhares de pessoas


via zero hora:

Um dia antes da abertura oficial, público ignorou insegurança e a crise, enchendo o Parque Maurício Sirotsky Sobrinho
Por Camila Kosachenco
06/09/2015 - 17h51min

Foto: Lauro Alves / Agência RBS

Na microcidade instalada no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho não se teme pela segurança e sequer se fala em crise. Nos 370 piquetes que fazem as vezes de casas, o clima é de confraternização, e só. Com abertura oficial marcada para as 18h desta segunda-feira com a chegada da Chama Crioula, o Acampamento Farroupilha, parece ser um mundo à parte daquilo que se tem vivenciado nos
no Estado.
— A crise não atinge nossa cultura Farroupilha — justifica o proprietário de uma loja de artigos gaudérios, Abílio Lissaroça.


Presente no evento há 18 anos, o estabelecimento era um dos mais movimentados neste domingo. Dezenas de pessoas entravam e saíam a todo momento para conferir as botas, bombachas e chapéus. Apesar da movimentação intensa, o empresário notou uma pequena diminuição nas vendas, mas nada que abale seu otimismo:
— Estão pagando no cartão!
Prova de que a crise não se abateu sobre a tradição gaúcha é a vitrine montada por um dos restaurantes do parque: nela, 20 costelões ficam expostos aos olhos dos visitantes. A ostentação é tamanha que fica impossível não parar e tirar uma foto.


Foto: Lauro Alves/ Agência RBS



— Não tem crise para festa — garante o administrador do comércio, Ivan da Silva.
E não tem mesmo: com preços que variam dos R$ 30 aos R$ 80, o restaurante teve um movimento considerável nos dois dias que antecederam a abertura oficial. A expectativa é de um público ainda maior a partir de segunda.
Para suprir os piquetes, dois caminhões frigoríficos estão no parque.
Clima de festa afasta medo das ruas
Como em toda a cidade, o Acampamento possui um esquema de segurança. Das porteiras do evento para dentro, não se fala em insegurança. De acordo com o prefeito dos festejos farroupilhas, Paulo Matukait, o Acampamento conta com segurança privada, uma delegacia da Polícia Civil e um piquete do 9º Batalhão de Polícia Militar para garantir a segurança do público. Até o momento, não houve registro de nenhuma ocorrência grave no interior do parque.



— Temos uma escala de servidores de acordo com o dia e a movimentação do local — afirma o tenente da Brigada Militar Oscar Vernei.
Matukait estima que até o dia 20 aproximadamente um milhão de pessoas deverão passar pelo Acampamento Farroupilha.